Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008
O que espero de ti
Não espero nada impossível
nem algo que esteja além do teu alcance.
Só preciso de amor não perecível
fazendo com que meu coração balance. 

Só espero de ti muito carinho
com uma boa pitada de cumplicidade.
Precisará de uma dose grande de compreensão
sem jamais esquecer do lado chamado amizade. 

Vou avisando logo que às vezes bate um ciuminho.
Com ou sem motivo é bom não tentar provocar.
Num encontro marcado não atrase nem um minutinho
pois, no segundo, posso cansar de esperar. 

Espero de ti o mínimo de romantismo
conseguindo apreciar, pelo menos, a noite de luar.
É fundamental que tenha muita sensibilidade
e saiba decifrar meus anseios apenas no olhar. 

Gosto de ouvir palavras macias e adocicadas.
Galanteios e elogios sinceros serão bem aceitos.
Sinto uma forte atração por almas delicadas,
transparentes e livres de preconceitos. 

Sabendo agora das minhas exigências,
vou dar-lhe um tempo suficiente para pensar.
Veja todos os prós e os contras
Depois me diga se vale a pena arriscar! 

Sou assim e não pretendo mudar.
Sou dotada também de muitas qualidades,
a maior delas é a arte de saber amar
e em nome desse amor renuncio as próprias vaidades.
(Ana Amélia Donádio)


publicado por escorpion às 18:19
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008
As vezes...


publicado por escorpion às 21:55
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 26 de Janeiro de 2008
Indelével saudade
Eu choro nos meus versos a saudade
Que é dos ausentes a eterna companheira
Como parte do seu ser que sempre há-de
Ser uma angústia que alimenta a vida inteira.
 
Deixei chorar minha caneta de amargura
Porque sentiu do seu poeta a emoção
Viu que as palavras nada tinham de loucura
Eram ditadas dum plangente coração...
 
E a caneta vai chorando em cada dia
Da minha mão sentindo a fragilidade
Porque ela entende dum ausente a agonia!...
 
São os meus versos portadores dessa ansiedade
Feita palavra...É filha da nostalgia
À qual nós demos o nome de Saudade !...
 
INDELÉVEL SAUDADE pode ser ouvida na bela declamação do autor, clicando aqui: http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Indelevel_Saudade/index.htm


publicado por escorpion às 00:24
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008
A fúria do vento
“Soprando bem forte na noite sem fim,
Pros lados do norte partindo de mim.
Meu peito ardendo de imensa saudade;
Coração em brasa pulsa liberdade.
Soprando bem forte na noite assim,
Pulsa, bate, grita, espera enfim.
 
A noite é quente, a dor é imensa.
Saudade é coisa de gente que pensa,
Que a vida é só um pulsar coração,
Terrível entrega, tormentosa paixão.
Saudade é coisa de gente imensa.
A noite é a dor, é quente, intensa.
 
O sono, o sonho, a paz, a ilusão,
Projétil de vida furando a emoção,
Brilhando nos olhos azuis da criança.
O riso, a alegria, tamanha esperança,
Projétil intenso, o sonho, a paixão,
O sono, a paz, o amor, a razão.
 
O vento soprando, a fúria do vento.
Nada se compara a esse momento.
O vento agora sopra, mas bem diferente.
Sopra prá longe, bem junto com a gente,
O amor, a alegria, o tempo, a razão.
O vento soprando a paz, a paixão.”
 
***


publicado por escorpion às 20:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
Andar em liberdade
Na obra que é grande e atraente
Que exige um esforço diligente,
E na obra corriqueira ou bem pequena,
Que traz em si até maior problema;
Não quero ofender-te ó Deus amado,
E tudo eu farei pra teu agrado.
Em cada pensamento e desejo
Senhor, é a tua graça que almejo.
Assim eu sigo alegre na jornada,
Em liberdade tal que não há nada,
Que gere inquietação e ansiedade.
Buscando sempre vou a tua vontade!
(Gilberto Celeti)


publicado por escorpion às 14:51
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008
A hóspede
Não precisa bater quando chegares.
toma a chave de ferro que encontrares
sobre o pilar ao lado da cancela e abre
com ela a porta baixa, antiga e silenciosa.
 
Entra. Aí tens a poltrona, o livro, a rosa
 o cântaro de barro e o pão de trigo.
O cão amigo pousará nos teus joelhos a cabeça.
Deixa que a noite vagarosa desça.
 
Cheiram a relva e sol, na área, nos quartos,
os linhos fartos, e cheira a lar o azeite na candeia.
Dorme, sonha, desperta.
Da colméia nasce a manhã de mel contra a janela.
 
Fecha a cancela e vai.
Há sol nos frutos dos pomares.
Não olhes para trás
quando  tomares o caminho sonâmbulo que desce.
 
Caminha e esquece.
 
(Guilherme de Almeida)


publicado por escorpion às 12:09
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008
Perfil do Otimismo

 

"Quando as andorinhas, bailarinas ligeiras,
dançam no ar, coloridas pelos
últimos raios do sol poente,
o suave calor da primavera anuncia a chegada
alegre das flores e da renovação da vida.
Arrebentam-se as fendas dos
velhos muros e morros cansados,
deixando que os
vegetais surjam em variado verdor
e os campos largos se exibam com matizados
em festa inigualável.
As mãos mágicas do Celeste Pintor
saem derramando tintas e perfumes
embriagadores em todo lugar,
confirmando seu inefável amor pelas Suas
criaturas.
Os córregos cantam com as águas apressadas e as cachoeiras arrebentam
cristais nas pedras resignadas,
que os recebem felizes.
Há uma revolução geral, e os dias frios partem,
deixando as lembranças
tristes sepultadas sem saudades.
Revoadas de aves alegres, incessantemente,
bordam os céus com imagens
sucessivas de beleza incomum.
A primavera é o otimismo
da natureza cantando o poema da estesia de Deus.
Enquanto se repita, a aliança
de amor permanece entre o homem descuidado e
seu Pai zeloso, sustentando a esperança.
Apesar disso, muitas criaturas desanimadas,
deixam de fitar a claridade do
dia primaveril, mergulhadas na noite
das suas paixões.
Preferem olhar o chão onde permanece o lodo,
a contemplar o alto onde
fulguram as estrelas.
Por isso, tornam-se torpes, amarguradas,
perturbadoras.
A vida humana, qual ocorre com a da natureza,
passa por quadras variadas que
se sucedem em ordem de grandeza,
servindo uma de base à outra,
indispensáveis à harmonia de conjunto.
A noite, que convida ao repouso, enseja a reflexão para o dia, que propicia
a ação.
O inverno, que parece destruidor,
também enseja a preservação da energia,
que estrugirá em vida na primavera.
A criatura humana é o mais grandioso
investimento de Deus, na Terra, e ser
otimista quanto ao futuro,
mesmo que haja dificuldades no presente, é o
mínimo que lhe cabe, como afirmação
da sua realidade e gratidão ao seu
Genitor.
Quem pretende conservar tristeza no coração,
encontrará sempre motivos
falsos para sustentá-la, acalentando a queixa,
cultivando a desdita e
nutrindo-se da insatisfação.
O otimismo é gerador de adrenalina emocional,
que estimula o sangue,
impulsionando ao avanço,
à alegria fomentadora da ação.
Cultivando-o nos sentimentos,
adquire-se visão para penetrar o lado oculto
ou sombrio das ocorrências e entusiasmo
para não desfalecer ante os
primeiros insucessos da marcha,
prelúdios das vitórias futuras.
Quem não possui capacidade
para sustentar com valor os embates malogrados,
não tem condições para viver as grandes
e decisórias batalhas.
Nos céus dos que amam
e confiam em Deus com otimismo, sempre haverá
andorinhas bailando em prenúncio de gloriosas primaveras."
***
“O homem deve impor-se a tarefa
de abrir janelas de otimismo nas salas onde
dominam tristezas e arejar esconderijos
pestilenciais de pessimismo mediante
o aroma da esperança”.



publicado por escorpion às 21:27
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008
Mundos Diferentes

 

"Estou olhando a cidade, vejo luzes... a Lua.
O silêncio só é quebrado pelos meus
pensamentos. Estou tentando caminhar
pra fora, como a minha mente...

Estou começando a duvidar se o que eu sinto
é real. Estou na escuridão, cansado, perdido.
Me destruindo. Também estou começando a aceitar
este meu corpo, transformado, em minha prisão.

Por enquanto desisto de tentar voar,
de tentar sentir. Não quero fechar
os olhos, não quero acreditar,
não quero sonhar.

É estranho o que os sonhos podem fazer.
Lembrar, acreditar... Mas de repente,
estou enfrentando a verdade dos meus sonhos.
Apesar de não encontrar nenhuma solução...

Mundos diferentes?
Interesses diferentes?
Sonhos diferentes?
Vidas diferentes?

Estou procurando interseções no abstrato.
Interseções em mundos diferentes,
em interesses diferentes, em sonhos diferentes,
e ainda, em vidas diferentes...

Não precisa ser tudo igual...
Para que haja evolução, precisamos ser imperfeitos,
precisamos acreditar, precisamos sonhar...
Mas também, precisamos viver."



publicado por escorpion às 19:34
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008
Amor
Conhecimento é o primeiro passo para a liberdade
mas não é suficiente para uma mudança prática,
não importa quão claro e inspirador ele seja.
Sem amor tentamos melhorar somente com base no
conhecimento do que é certo e errado.
Pouco a pouco isto tranca o eu numa prisão
de esforço estrito. Ao invés de nos liberarmos,
nos fechamos e nos armadilhamos. É o amor
de Deus que nos capacita a aceitar como somos e,
igualmente, aceitar a necessidade de mudança.
Aceitamos isso porque o amor divino sempre
nos motiva a almejar o mais elevado em nós.
 
Anthony Strano (Discovering Spirituality, Eternity Ink, Australia, 1999)


publicado por escorpion às 21:25
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 13 de Janeiro de 2008
GUERREIRO DA LUZ DO AMOR (José Carlos Barbato)

Sou guerreiro da Luz do Amor
Sou um Homem, que acredita no ser humano,
Mesmo que todos os momentos, digam que não
Sim, acredito, no poeta, na mulher, no guerreiro...
No amor, e na natureza, na humanidade, etc...
Tenho a fé e a esperança, de um guerreiro, com coração aberto, para com amigos ou inimigos se aliar, na luta comum, para um bem maior...
No amor, mesmo solitário, da  minha Amada, na menina morena, natureza menina, na mulher forte, e na criança que habita... nossos espíritos guerreiros,
Tenho a força do guerreiro da Alma do espírito de Luz,

Vejo, enxergo no brilho, no reflexo da iluminação,
No poeta  guerreiro sedutor, nas guerreiras, nos guerreiros na batalha, nos guerreiros dos idílios,na guerreira do amor terno,
na sina dos que amam, na guerreira em fuga, no amor, sublime amor
no guerreiro da paz, nas guerreiras sem armas, no anjo guerreiro que grita
confundindo o guerreiro para o bem ou para o mal, mais são
eternos guerreiros, pois sabem sua decisão sem medos de errar,
mulher guerreira,

homem guerreiro,

guerreiro do amor,

guerreira decidem sem medo, pois sabem que sua decisão é solitária como no Amor !
vida de guerreiro se confundem com de poetar,
pois somos eternos Poetas, guerreiros, Amor !!!
viva: Os guerreiros da luz do amor!



publicado por escorpion às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

Fazer olhinhos

 



English Version

pesquisar
 
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Faz-me teu Poeta (Emanuel...

Mar Português (Fernando P...

Mãos dadas (Carlos Drummo...

As duas flores

Todos estão surdos

Abraço de Natal

Apenas uma mensagem

Não aprendo a lição

O sol na minha mão

Anjos já amaram e chorara...

arquivos

Outubro 2014

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Meus Amigos
Guerreiro da Luz

Criticando Meio Mundo

Causas e Efeitos

Viajante no Mundo

Cantinho das Emoções

Apenas Assistindo

Um Olhar Feminino

Vida, Verdade, Visão

blogs SAPO
subscrever feeds