Quinta-feira, 31 de Julho de 2008
Me perdoe





Perdoa por não ter te dado
tudo aquilo que querias
e que eu poderia te dar.

Mas, por uma razão ou outra
não foi possível.
Meu carinho total, minhas atenções,
minha vida, meus momentos.

Meu pensamento, este sim,
estará sempre contigo
em todos os momentos,
os alegres, os tristes e os que estou tão
somente só.

Porque esses são meus e ninguém poderá
arrancá-los de minha mente.

São meus e eternamente teus.



publicado por escorpion às 02:49
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 29 de Julho de 2008
Envelhecer

Escolhemos o poema abaixo, porque ele nos toca, ao enfocar, de um modo sutil e enfático, o paradoxo do passar dos anos.

            Como tudo na vida, o envelhecer engloba perdas e ganhos e é deste modo que Albert Camus nos fala sobre esta fase de nossas vidas, época que encerra igualmente uma polaridade de aspirações do ser humano: o querer viver ao máximo e o temer das conseqüências que o aumentar dos anos nos traz.
               E, mais uma vez, a escolha é nossa: ou valorizamos o lado positivo ou nos fixamos nas perdas e no lado negativo...

 

 

 
          "Envelhecer é o único meio de viver muito tempo.
A idade madura é aquela
na qual ainda se é jovem,
porém com muito mais esforço.
O que mais me atormenta
em relação às tolices de minha juventude,
não é havê-las cometido...
é sim não poder voltar a cometê-las.
Envelhecer é passar da paixão
para a compaixão. 
Muitas pessoas não chegam aos oitenta
porque perdem muito tempo
tentando ficar nos quarenta.
Aos vinte anos reina o desejo,
aos trinta reina a razão,
aos quarenta o juízo.
O que não é belo aos vinte,
forte aos trinta,
rico aos quarenta,
nem sábio aos cinqüenta,
nunca será nem belo,
nem forte,
nem rico,
nem sábio...
Quando se passa dos sessenta,
são poucas as coisas que nos parecem absurdas.
Os jovens pensam que os velhos são bobos;
os velhos sabem que os jovens o são.
A maturidade do homem
é voltar a encontrar a serenidade
como aquela que se usufruía
quando se era menino.
Nada passa mais depressa que os anos.
Quando era jovem dizia:
“verás quando tiver cinqüenta anos”.
Tenho cinqüenta anos
e não estou vendo nada.
Nos olhos dos jovens arde a chama,
nos olhos dos velhos brilha a luz.
A iniciativa da juventude
vale tanto quanto a experiência dos velhos.  
Sempre há um menino em todos os homens.
A cada idade lhe cai bem uma conduta diferente.
Os jovens andam em grupo,
os adultos em pares
e os velhos andam sós.
Feliz é quem foi jovem em sua juventude
e feliz é quem foi sábio em sua velhice.
Todos desejamos chegar à velhice
e todos negamos que tenhamos chegado.
Não entendo isso dos anos:
que, todavia, é bom vivê-los, mas
não tê-los."
                  


publicado por escorpion às 00:21
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 27 de Julho de 2008
O que será...

Que perturba a gente
Que remexe o corpo na cama
Que agita permanentemente
Nessa busca constantemente?
O que será ...
Que me faz olhar ao redor
Como se algo passa e não vejo
Num desejo de não perder o momento
Como se algo me escapasse entre os dedos?
O que será ...
Que ainda não reconheço
Que olho, mas não vejo
Que pego, mas não sinto
Que procuro, não sei onde?
Por que será ...
Que ainda é difícil
Olhar para os teus olhos
E me ver através deles
Me aceitar, neste jeito medonho!
Me ver muitas vezes tristonho
Me permitir me despir
Das couraças sociais
E me achar, humilde nos teus sonhos
Transformando a vida num passeio risonho?
(Sônia Braga Urbano)


publicado por escorpion às 22:19
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 26 de Julho de 2008
Fé, esperança e caridade (Castro Alves)


Eram três anjos - e uma só mulher
QUANDO A INFÂNCIA corria alegre, à toa,
Como a primeira flor que, na lagoa,
Sobre o cristal das águas se revê,
Em minha infância refletiu-se a tua...
Beijei-te as mãos suaves, pequeninas,
Tinhas um palpitar de asas divinas...
Eras - o Anjo da Fé! ...

Depois eu te revi... na fronte branca,
Radiava entre pérolas mais franca,
A altiva c'roa que a beleza trança!...
Sob os passos da diva triunfante,
Ardente, humilde, arremessei minh'alma,
Por ti sonhei — triunfador — a palma,
Ó — Anjo da Esperança!... —

Hoje é o terceiro marco dessa história.
Calcinado aos relâmpagos da glória,
Descri do amor, zombei da eternidade!...
Ai, não! - celeste e peregrina Déia,
Por ti em rosas mudam-se os martírios!
Há no teu seio a maciez dos lírios...
Anjo da Caridade!...



publicado por escorpion às 02:06
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Julho de 2008
Bravos Sonhos

 

Âncoras içadas,
velas de peito cheio
em pulmonares respirações.
É o início da jornada
congratulada de emoções.
E os bravos do navio
comandam a batalha
dando ondas a imaginação.
Realezas que cortam mares
quando abre-se o porão,
fugas dos dissabores
ao encontro do coração.
E nenhuma espada cortará o peito,
pois é o peito
a maior proteção.
Marujos conduzem a nau
na trilha em que se perdeu a sina.
E o menino cresceu guerreiro,
e os amores ficaram pra trás,
e as vidas perderam o sentido
se passando sobre o convés.
Mas é nisto que o sentido está!
Navegar até com braços,
nunca se esgotar.
E jamais jogar
os sonhos aos tubarões.
(Jackson Sala)


publicado por escorpion às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 22 de Julho de 2008
Minha Desgraça

Minha desgraça, não, não é ser poeta,
Nem na terra de amor não ter um eco,
E meu anjo de Deus, o meu planeta
Tratar-me como trata-se um boneco....

Não é andar de cotovelos rotos,
Ter duro como pedra o travesseiro....
Eu sei.... O mundo é um lodaçal perdido
Cujo sol (quem mo dera!) é o dinheiro....

Minha desgraça, ó cândida donzela,
O que faz que o meu peito assim blasfema,
E' ter para escrever todo um poema,
E não ter um vintém para uma vela. 

(Álvares de Azevedo)



publicado por escorpion às 01:53
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 20 de Julho de 2008
Viver (Sônia Braga Urbano)

 

Chega de reclamações,
de maldizer a vida!
Sinta! que aventura sem fim é viver
Ter a oportunidade de conhecer-te
Nesta viagem esplêndida ...
poder reconhecer-me
no semblante de cada ser
Trazer pra mim, um eterno aprender
e a cada dia em cada anoitecer,
sentir em mim um novo renascer,
e assim ter a felicidade
de me desprender
da dor, do sofrimento
e não mais maldizer
a vida, que nada mais é
do que lições na busca
do conhecer-se.
Faça amizade com você,
Fique em paz
e sinta o que precisas
aprender
se aceite, nesse sofrer
que certamente,
seguirá a luz
que aparecerá em seu socorrer!!!
 


publicado por escorpion às 20:12
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 19 de Julho de 2008
Sei que posso

 “Destruir com minhas forças. Abalar com minha vontade. Enlamear com minhas palavras. Caluniar com meu testemunho. Afrontar com minhas atitudes. Fazer sofrer com meu escárnio. Ser um espinho para todos. Mas... Será que devo?

Aviltar a honra com minha arrogância. Fulminar o ânimo com meu desprezo. Varrer a esperança com minha empáfia. Verter o ódio com meu egoísmo. Cultivar a dor com minha espada. Morrer a vida com minha maldade. Mas... Será que devo?
Destruir. Abalar. Enlamear. Caluniar. Afrontar. Fazer sofrer. Ser espinho. Mas... Será que devo?
Aviltar. Fulminar. Varrer. Verter. Cultivar. Morrer. Mas... Será que devo?
Será que me foi concedido o dom de poder destruir apenas o que é bom? De abalar apenas os pilares da hombridade? De enlamear as fontes cristalinas?
Será que me foi concedido o dom de caluniar aqueles que vivem a Verdade? De afrontar a pureza de uma alma? De fazer sofrer aos que são fracos?
Será que me foi concedido o dom de ser espinho nas mãos do obrador?
Será que me foi dada a vida para ser assim?
Será que me foi legado o poder para aviltar a integridade do espírito? Para fulminar o brilho da Eternidade?
Será que me foi legado o poder para varrer a esperança do agreste? Para verter o ódio nos corações?
Será que me foi legado o poder para cultivar a dor em todas nações? Para morrer a vida sem salvação?
Será que me foi permitido existir assim?
Não!
Recuso-me a aceitar a imperfeição! Tenho de lutar pela verdadeira razão! Não serei pária! Abjeto na Criação! Preciso encontrar o caminho! Vencer os desafios que existem! Voltar meu espírito para o alto!
Merecer ter recebido a oportunidade de viver a vida neste plano para que um dia possa voltar a habitar a Casa do Pai que é Luz... Fonte única e inesgotável da Verdade!”


publicado por escorpion às 01:57
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Julho de 2008
"Sinceridade"

 

"Sinceridade ainda existe,
ela não é qualidade abstrata.
Acredito nas pessoas sinceras,
por mais que doa,
arrebente,
machuque
ou magoe.


A sinceridade constrói:
amizades, amores, paixões...
Mas quando é enrustida,
provoca desilusões,
dessas que derrubam qualquer um
até o chão da mediocridade,
que vai além do solo material.


Sou dessas que caem,
todavia, sei levantar depressa.
Mesmo fraca, reconsidero a situação
e parto para ir em busca da solução:
Gente.
Eu sou carente de gente.
Nem todo ser humano é gente,
mas toda gente é ser humano.


Quando a racionalidade domina,
a névoa encobre a emoção de cada um,
e eu não vou encobrir a minha.
Procuro o equilíbrio,
dois e dois são quatro,
mas quatro são diferentes


É importante negar,
razão mal empregada só gera distúrbio.
O poder é emocional,
mas só chega ao poder
quem voa incessantemente da razão.
Por isso, a razão pura não me satisfaz.


Eu quero um pouco de tudo.
Eu não quero poder, quero respeito.
Eu não sou boba da corte intencionalmente,
apenas liberei aquilo que todos escondem,
liberei a minha personalidade.
Mostrei às pessoas algo que somente,
há tempos, eu mesma via no espelho


Eu sou por todos, às vezes, mais que por mim.
Sou pela diferença consciente
e pela igualdade de direitos e deveres.
Sou pela revolução dos costumes
e pela preservação da vida.
Não na mediocridade que se encontra,
mas na maravilha que ela é."



publicado por escorpion às 21:45
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 15 de Julho de 2008
Tagore

Glorioso espírito, livre e iluminado,
Vida eterna do meu ser que me tem inspirado
A despertar pelo meu ser verdadeiro
Preciosos os momentos em que sou consciente por inteiro.
Todo o meu ser pela luz é preenchido
Em cada átomo e célula a vibrar
Com o poder do amor espiritual expandido
Seguro estou nessa luz amorosa habitar.
Todos os momentos de nossa vida
Na terra que cada dia traz
O anjo da guarda nos observa com amor e asas protetoras.
E sem abertura para nossos talentos
Não deixamos a energia fluir
Anjo da guarda e almas atentos
Aguardam que escolhamos evoluir.
Alguns precisam de ternura e carinho,
Outros um empurrão vigoroso
Quem sabe uma crise no caminho
Traz de dentro algo poderoso.
Nossa tarefa em tempos de transição
E de nascimento espiritual consciente
É alcançar no mundo interior a comunhão
Trazendo luz e amor à toda gente.



publicado por escorpion às 02:39
link do post | comentar | favorito
|

Fazer olhinhos

 



English Version

pesquisar
 
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Faz-me teu Poeta (Emanuel...

Mar Português (Fernando P...

Mãos dadas (Carlos Drummo...

As duas flores

Todos estão surdos

Abraço de Natal

Apenas uma mensagem

Não aprendo a lição

O sol na minha mão

Anjos já amaram e chorara...

arquivos

Outubro 2014

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Meus Amigos
Guerreiro da Luz

Criticando Meio Mundo

Causas e Efeitos

Viajante no Mundo

Cantinho das Emoções

Apenas Assistindo

Um Olhar Feminino

Vida, Verdade, Visão

blogs SAPO
subscrever feeds