Terça-feira, 30 de Setembro de 2008
Cântico Negro (José Régio )
caminhos.jpg


"Vem por aqui" - dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...
A minha glória é esta:
Criar desumanidades!
Não acompanhar ninguém.
- Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre à minha mãe
Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...
Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: "vem por aqui!"?

Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...
Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.

Como, pois, sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tetos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...
Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém!
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções,
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou,
É uma onda que se alevantou,
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
Sei que não vou por aí!



publicado por escorpion às 18:29
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 28 de Setembro de 2008
A caminhada humana neste mundo (Nery Jaquié)

 

Tragédias, dores, pesares,
angústias, desolações.
Conflitos, rebeldias, revoltas,
leviandades, irreflexões.
A caminhada humana neste mundo
reflete a essência interior ,
cultivar desequilíbrio é insanidade
que reverte em prejuízo e dor
Não aceite os convites da loucura
que a muitos conduz sem piedade
faça luz nos olhos e na alma
seja alguém que renuncia a insanidade
Preserva o coração contra os excessos
que podem ensombrar qualquer caminho
discerne entre a ilusão e a realidade
e poupa-te de acumular espinhos
Você vai seguir por onde quer
terá as experiências que buscar
mas lembra sem esquecimento
que terá de colher o que plantar
Se o sol te bastar por companhia
afasta as sombras , regozija-te,
age sempre com a consciência tranqüila
e a existência será uma dádiva para ti.

 



publicado por escorpion às 01:29
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 27 de Setembro de 2008
Horizontes da Poesia

 

HORIZONTES DA POESIA , é o mais recente livro de um grande poeta, Euclides Cavaco, lançado em Portugal este Verão e a ser lançado no Consulado de Portugal em Toronto no próximo dia 2/10/2008 e em London dia 19/10/2008.
  
Horizontes de poesia
Que descobrem universos
São como luz que nos guia
Para dar sentido aos versos...

Horizontes de poesia
Força que da alma emana
Como poder de alquimia
Mais forte que a força humana.

Horizontes de poesia
Que do âmago provém
E o poeta concilia
Para levar mais além...

Horizontes de poesia
Sem dimensão nem limite
Nas estâncias de utopia
Onde quer que o bem habite.

Horizontes de poesia
Que os sentimentos atinge
Negando o que alguém dizia
Que o poeta às vezes finge...

Um poeta NUNCA mente
Apenas tudo extasia
Porque na sua alma sente
Horizontes de poesia !....


Ouça-o em poema da semana, declamado pelo amigo e autor no link:
http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Horizontes_de_Poesia/index.htm


publicado por escorpion às 00:42
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008
Desencontros

19980730_0227_oleg_ivanov_-_sun_and_moon.jpg

"Procuro-te sem te encontrar
Encontras-me quando não te procuro
Vivemos em constante desencontro
Os nossos mundos são diferentes
E não sei quando o meu se pode cruzar com o teu
Por isso vivemos neste jogo de desencontros."



publicado por escorpion às 00:50
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008
Alívio da Alma

 

 

“Respira fundo
E deixa-te entrar dentro 
Desse espelho mágico
E quando tu estiveres dentro do seu interior
Dá um sorriso
Que é esse sorriso
Vai voar na altitude
Mais alta que
Ele possa alcançar
E ele vai bater de porta em porta
E elevar a alegria
Aquele que estava a chorar
E é esse sorriso
E o espelho mágico
Vão despertar o sentimento
Mais profundo que a vida nos possa dar
Respira mas com alegria
Que é ela que faz acreditar
Na verdadeira dedicação
Que muitos estão
A necessitar
Porque o espelho mágico
E o sorriso
São o alivio da nossa alma
Que nos ensina a viver
Manda-o pelo mundo inteiro
Que assim não vais ver
Ninguém a sofrer”


publicado por escorpion às 03:13
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 21 de Setembro de 2008
Foi você

Homem e Violão, c. 1964

Violeta Parra: Homem com Violão, c.1964 

 

"Foi você quem inventou
a poesia mais bela
que meu coração tocou
foi você quem numa reta
pintou curvas qual esteta
inspirando o Criador.

Depois foi que veio a prosa
poesia cheira a rosa
E a rosa exalava amor.

Depois foi que veio o mar
que nasceu do verbo a-mar
e dele ganhou a cor.

Veio a praia e a seresta
e a natureza em festa
fez de ti o seu cantor."



publicado por escorpion às 13:18
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008
Por favor... (Bete)

sol

Por favor… Abram-me as barreiras
Da paz, da luz, da verdade
Por favor…. Eu quero viver
Quero a minha liberdade
Quero este mundo
Quero vida no outro
Por favor… Quero sentir teu calor
Quero sentir teu amor
Por favor…. Não me deixem a sofrer
Nestas grades de ferro
Que prendem meu ser
Quero ir longe….
Quero ir até ao universo
Uma viagem de ida
Uma viagem de regresso



publicado por escorpion às 21:25
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008
Olhos do Amor

 

Em cada dia que passa
Ficas mais cheia de graça

Com teu distinto fulgor
Na minha vida presente
Vejo-te sempre atraente
Aos meus olhos do amor !...

E o tempo qual quimera
Mavioso te fizera
Mais sábia e mais senhora
Mostrando sempre indulgência
Muito agrado e deferência
Da mesma forma que outrora.

Caminhei sempre a teu lado
No rumo por nós sonhado
E por nós dois escolhido...
Sem ter de voltar atrás
Sou feliz porque me apraz 
O caminho percorrido !...

Os anos foram passando
Eu por ti fui conservando
Este amor feito paixão
Que mantém sempre virtude
Com a mesma juventude
Aos olhos do coração !...

Para ouvir o poema OLHOS DO AMOR, declamado pelo amigo autor, acesse o link:  http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Olhos-do_Amor/index.htm



publicado por escorpion às 23:57
link do post | comentar | favorito
|

Dentro da máscara... (Cris Passinato)

 

Essa máscara

Que não sai.
Que aderiu tão completamente.
Que não sai.
E quero tirá-la,
Mas dói.
Dói mostrar o que tem por trás.
Será que é o de antes?
Antes... Muito tempo atrás?
Será? Ela vai tirar? Tirar algum pedaço.
Pedaço de mim...
E me aleijar...
Aleijar o meu criar!


publicado por escorpion às 03:37
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008
Casamento



 

 

O Casamento é um compromisso eterno unindo duas pessoas que se amam.
Ele possibilita o amadurecimento de uma união que,
acima de qualquer outro relacionamento, é um compromisso eterno.
Com muito amor, o matrimônio é o mais nobre de todos os relacionamentos.
Marido e mulher serão sempre os melhores amigos,
confidentes, amantes, mestres, ouvintes e críticos.
Nos momentos difíceis, o amor de um pelo outro sempre será superior.
O matrimônio enriquece todas as fases da vida com muitas alegrias,
fortalecendo ainda mais o relacionamento e mantendo a tristeza bem longe.
O casamento compreende e perdoa os erros que a vida nos traz,
tornando possível um recomeço entre os dois,
com muito amor, carinho e paciência.
Quando duas pessoas se unem num matrimônio,
um espírito único os une, fortalecendo ainda mais essa união.
O casamento é a promessa feita no coração de duas pessoas que se amam...
para sempre...

(Edmund O'Neill)



publicado por escorpion às 03:52
link do post | comentar | favorito
|

Fazer olhinhos

 



English Version

pesquisar
 
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Faz-me teu Poeta (Emanuel...

Mar Português (Fernando P...

Mãos dadas (Carlos Drummo...

As duas flores

Todos estão surdos

Abraço de Natal

Apenas uma mensagem

Não aprendo a lição

O sol na minha mão

Anjos já amaram e chorara...

arquivos

Outubro 2014

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Meus Amigos
Guerreiro da Luz

Criticando Meio Mundo

Causas e Efeitos

Viajante no Mundo

Cantinho das Emoções

Apenas Assistindo

Um Olhar Feminino

Vida, Verdade, Visão

blogs SAPO
subscrever feeds